Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Petrolífera Portuguesa

por Nuno Edgar Fernandes, em 25.07.13

A empresa Petrolífera Portuguesa Galp é uma empresa a sério. Mesmo considerando tratar-se empresa com média dimensão á escala Europeia e Global a operar no seu sector - analisando a sua quota de mercado - parece no entanto ser bem gerida, com competência e rigor. E tem feito inúmeros esforços de internacionalização e de presença á escala Global. Desde a forma como recentemente participou em actividade de atracção de investimento em praças financeiras da importância da de Londres até á esta recente operação de prospecção de Petróleo em Terras Brasileiras, a Galp é caso de estudo de qualidade de Gestão e estratégia empresarial. Ou pelo menos até ao momento. Transcrevo em baixo excerto do artigo do jornal Económico referido:

 

A Galp confirmou hoje que os testes realizados num poço na área de Iara da Bacia de Santos confirmam as boas perspectivas para a extracção petrolífera. "Os resultados obtidos com o poço 3-RJS-706 (3-BRSA-1132-RJS), informalmente conhecido como Iara Oeste-2, reforçaram o potencial de petróleo leve recuperável de Iara e comprovaram a descoberta de petróleo de boa qualidade (28º API), conforme informação divulgada ao mercado no dia 5 de Março", referiu a empresa liderada por Ferreira de Oliveira em comunicado.

A petrolífera adianta ainda que "os reservatórios carbonáticos apresentaram óptimas condições de porosidade e permeabilidade a partir de 5.260 metros de profundidade, com características superiores às encontradas no poço descobridor (1-RJS-656, Iara). Os resultados do teste de formação confirmaram a excelente produtividade dos reservatórios".'


Parece-me ser uma descoberta significativa e que poderá ser relevante para a Galp e o seu futuro no sector Petrolífero. Mas a Galp tem também importante presença estratégica no sector do Gás natural e seria com certeza interessante sabermos das novidades neste âmbito. Por outro lado a Galp procura não deixar de lado o que pode fazer a nível das Energias Renováveis, apesar de ter tido algumas dificuldades, também recentemente vindas a público. Julgo que a sorte da Galp também é a sorte do sector energético Português!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:22



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D